Este robô colabora com humanos

Por Revista Invest | 6 de maio, 2015
  • Negócios
    O YuMi é o primeiro robô verdadeiramente colaborativo do mundo.
  • Negócios
    O robô pode trabalhar lado-a-lado com humanos.
O Grupo ABB acabou de apresentar o primeiro robô de braço duplo industrial verdadeiramente colaborativo do mundo, na feira líder mundial de tecnologia industrial, a Hannover Messe, na Alemanha.

Chama-se YuMi e anuncia uma nova era de “colegas” de trabalho robóticos que são capazes de trabalhar de forma colaborativa nas mesmas tarefas com seres humanos e ainda garantir a segurança das pessoas ao seu redor. É uma criação da ABB, grupo líder em tecnologia de energia e automação.

 

A apresentação do YuMi - jogo de palavras que faz alusão às palavras inglesas “you”(tu) e “me”(eu) - é mais um passo na estratégia Next Level da ABB destinada a acelerar a criação de valor sustentável, refere um comunicado da empresa.

 

"A nova era de colegas de trabalho robóticos chegou bem como uma parte integrante da nossa estratégia Next Level", disse o CEO da ABB Ulrich Spiesshofer. "O YuMi torna a colaboração entre humanos e robôs uma realidade. É o resultado de anos de pesquisa e desenvolvimento, e vai mudar a forma como os humanos e os robôs interagem. O YuMi é um elemento da nossa estratégia da Internet das Coisas, Serviços e Pessoas criando um futuro automatizado em conjunto."

 

Em 1974, a ABB introduziu o primeiro robô industrial controlado por microprocessador do mundo, totalmente elétrico, e deu o pontapé de saída para a revolução robótica moderna. O Grupo tem agora uma base instalada de mais de 250 mil robôs em todo o mundo. Com a introdução do YuMi, a ABB está mais uma vez a empurrar as fronteiras da automação robótica, fundamentalmente por expansão dos tipos de processos industriais que podem ser automatizados com robôs.

 

Poucos cenários de produção estão a mudar tão rapidamente como o da montagem de pequenas peças. A indústria eletrónica, em particular, tem assistido ao crescimento excecional da procura de produtos para além do fornecimento de mão-de-obra qualificada. À medida que os métodos de montagem convencionais diminuem em valor, os fabricantes percebem que é estrategicamente e economicamente imperativo investir em novas soluções.

 

A BCG Research, por exemplo, prevê que até 2025 a adoção de robôs avançados irá impulsionar a produtividade em até 30% em muitas indústrias e reduzir os custos totais do trabalho em 18% ou mais em países como a Coreia do Sul, China, os EUA, Japão e Alemanha.

 

Apesar do YuMi ter sido projetado especificamente para satisfazer as necessidades de produção flexíveis e ágeis da indústria de eletrónica de consumo, tem igual aplicação em qualquer ambiente de montagem de peças pequenas graças aos seus braços duplos, mãos flexíveis, sistema de abastecimento de peças universal, localização de peças baseada em câmaras, programação segurando a mão do robô e movendo-a para as posições desejadas e controlo de movimento preciso de última geração, tal como pode ver neste filme:

 

 

Segundo a informação da empresa, o YuMi pode funcionar em estreita colaboração com os seres humanos graças à sua conceção inerentemente segura. Tem um esqueleto de magnésio leve mas rígido, coberto com um invólucro de plástico que flutua envolto num enchimento macio para absorver impactos. O robô é também compacto, de dimensões humanas e movimentos humanos, o que faz com que os colegas de trabalho humanos se sintam seguros e confortáveis — uma característica que rendeu ao YuMi o prestigioso "Prémio de design ‘melhor dos melhores’ Red Dot.”

 

Se o YuMi detetar um impacto inesperado, tal como uma colisão com um colega de trabalho, pode parar o seu movimento dentro de milissegundos, e o movimento pode ser reiniciado novamente tão facilmente como pressionar o botão Play num comando à distância. O YuMi também não tem pontos de esmagamento de modo que nada sensível pode ser danificado conforme os eixos abrem e fecham.

ABB, YuMI, robô, industrial, colaborativo,

Partilhar

Destaque

Empresas familiares – por Manuel Liberal Jerónimo